quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

30 anos sem o Sítio

Casé trabalhando em seu escritório.
 Esse ano completam-se 30 anos do fim da primeira versão do Sítio do picapau amarelo produzida pela rede Globo entre 1977 e 1986. Nos nove anos que ficou no ar, o "Sítio" teve 1.558 capítulos, todos dirigidos por Geraldo Casé (foto).

 A ideia de readaptar a obra de Lobato surgiu em 1973, quando Casé produziu um piloto baseado na história de Dom Quixote. Três anos depois, em 1976, começam os preparativos para a estreia que só ocorreria em sete de Março do ano seguinte. Uma casa foi construída no Rio Janeiro, os bonecos cuidadosamente desenhados e os roteiros rigorosamente pesquisados.

Suzana Abranches foi a última Emília.
 Apesar do relativo fracasso dos noventa primeiros capítulos a novelinha infantil conseguiu um Ibope
suficientemente bom para garantir seu espaço no ano seguinte. E assim, com sucessivas mudanças de elenco, o Sítio de Dona Benta chegou a ser eleito pela Unesco na década de 1980 como o melhor programa infantil da época.

 Infelizmente no dia 31 de Janeiro de 1986 ia ao ar o ultimo capítulo de "A trilha das araras", ultimo episódio da série que abordava temas como o desmatamento e a caça de animais silvestres. O programa já vinha sofrendo quedas na qualidade e disputando espaço com programas como o "Balão Mágico" da mesma emissora. A crítica dizia que o espirito da obra de Lobato estava sendo deturpado com histórias violentas e muito modernizadas. Porém, ainda hoje muitos fans guardam com carinho lembranças desse mundo mágico criado por essa turma imortal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário