terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Atriz de "Sítio" volta às novelas como "prima de Tia Nastácia"

Aos 62 anos, Dhu Moraes está de volta às novelas em "Êta Mundo Bom", que estreou na Globo na última segunda (18). Na trama das seis, ela vive a empregada caipira Manuela. Conhecida do público infantil por ter feito Tia Nastácia em "Sítio do Picapau Amarelo" (2001), a atriz compara as duas personagens revela que teve medo de gravar uma das cenas mais importantes da novela das seis.

"Encontro Candinho no rio, dentro de um cesto, bebê mesmo. Tive muito medo de fazer essa cena, porque foi em Teresópolis [cidade serrana do Rio de Janeiro] e chovia. Fiquei preocupada, com medo de escorregar, com a responsabilidade de ter um bebezinho no colo. Tenho muito medo de cenas com crianças e animais, o cuidado tem que ser dobrado, são muito vulneráveis. Mas foi maravilhoso, os diretores tomaram cuidado", conta a atriz ao UOL.

Manuela trabalha na fazenda de Cunegundes (Elizabeth Savalla) e Quinzinho (Ary Fontoura). É o reencontro de Dhu com Ary, colega em seu primeiro trabalho no teatro, Alice no Divino País Maravilhoso, em 1970, e seu parceiro na "Caras & Bocas" (2009).

"Sou uma empregada na Fazenda D. Pedro II, onde tudo que acontece dizem que D. Pedro esteve lá, D. Pedro dormiu, caiu no chiqueiro", brinca a atriz, que teve que fazer aulas de prosódia para tirar o sotaque carioca e "virar" mineira.

Ansiosa para voltar às novelas (a última havia sido "Cheias de Charme", em 2012), Dhu Moraes recebeu convite de Walcyr Carrasco para atuar em "Êta Mundo Bom" no final de agosto. As gravações seguem em ritmo acelerado, com cerca de 30 capítulos prontos. "Nunca aconteceu comigo, de ter uma frente adiantada. Muito bom", comemora.

Enquanto esteve fora das novelas, a atriz gravou uma série de humor na TV Brasil, participou do filme "Apaixonados", que estreia em março, e começou a preparar um musical com Sandra Pêra, ex-colega do grupo As Frenéticas, sucesso nos anos 1970. O projeto está em andamento.




Tia Nastácia
Dhu Moraes compara Manuela à sua personagem mais conhecida, Tia Nastácia, que interpretou durante cinco anos na Globo. Segundo a atriz, a empregada de "Êta Mundo Bom" pode ser considerada uma "prima" da cozinheira criada por Monteiro Lobato (1882-1948).

"A Manuela pode ser vista como uma 'prima' da Tia Nastácia. Apesar de a outra ser tia e morar em um sítio, é diferente. Manuela é ex-escrava e é mineira, tem sotaque. Elas são empregadas e moram no interior, são as únicas semelhanças", explica.

Ainda abordada nas ruas por causa de "Sítio do Picapau Amarelo", a atriz não se incomoda com o assédio e relembra seu encontro com Jacyra Sampaio (1922-1998), que viveu Tia Nastácia entre 1977 e 1986.

"Sempre [sou reconhecida como Tia Nastácia], mas eu adoro isso. Nesta semana eu saí no Projac e várias pessoas, da mãe à netinha, fizeram fotos comigo, diziam que sentem saudade. Eu entendo, porque quando conheci a Jacyra Sampaio eu fiquei nervosa. Entendo e tenho muito carinho com essas pessoas", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário