quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Quem gosta de ler?




Nunca me esqueço de um filme a que assisti quando era mais novo. Acho que devia ter uns 7 anos. É a história de um menino que começa a ler um livro fantástico. O livro é tão incrível que ele entra na história, transformando-se no personagem principal. E não é exatamente isso que acontece quando gostamos de um livro ou de um filme? Brincamos de ser o personagem?


A literatura tem esse poder mágico de nos fazer brincar com a história. Ao ler, transformamo-nos em príncipes e princesas, heróis e feiticeiros! As palavras constroem essa vontade de sonhar! Os livros guardam esses segredos que nos são revelados à medida que lemos suas histórias.


Ler é muito bom! Quando eu estudava na escola, eu lia por obrigação. Tinha de ler para fazer a prova, para fazer resumo, para prestar contas de que eu realmente obedecia as regras. Mas ler não pode ter esse peso, não! É lógico que é importante fazer as coisas que são obrigações de estudante. O que eu digo é que não se aprende a gostar de ler dessa forma! Eu comecei a gostar de ler depois desse filme, por exemplo. Lia os livros que a escola me mandava ler e outros tantos que eu queria ler! Sempre digo que quem não gosta de ler é porque ainda não se encontrou com um livro que mexa com a nossa vida! Aquele livro que começamos a ler num dia e não queremos parar mais… Por isso, quem ainda não encontrou esse livro, leia muito… ele deve estar por vir! O segredo é continuar lendo!


Eu montava com a minha mãe todo um clima para a minha hora de leitura. Há gente que lê antes de dormir, na cama. Há gente que gosta de ler sentado na escrivaninha. Há quem leia no banheiro. Não importa onde, ler é bom em qualquer lugar. Eu lia na cabana. Pegávamos um lençol, amarrávamos entre a cama e a mesinha do quarto, colocávamos almofadas no chão, lanterna na mão… luzes apagadas e leitura até de madrugada! Havia noites em que já nem sabia se eu sonhava com a história, ou estava lendo a história!


Acordava inspirado! Brincava muito mais! Ler faz isso: deixa a gente mais cheio de ideias, faz com que a nossa escrita melhore, que a forma como conhecemos o mundo fique mais sensível, pois aprendemos coisas de outras culturas.


Agora que eu cresci, continuo lendo. Livros de poesia, livros de histórias infantis e juvenis, livros de tudo quanto é jeito. Muitas vezes, as palavras são a fonte de maior inspiração para o meu dia!


E você? Qual foi o melhor livro que leu até agora?


Um beijo grande, até o dia 29 de fevereiro,
Marcelo




Marcelo Cunha Bueno é consultor do Mundo do Sítio, desde o começo do site. Acompanhou a criação da Terra Encantada da Sabedoria, Biblioteca do Visconde e o jogo Brincaderia. Além disso, é dono da escola Estilo de Aprender, em São Paulo, e colunista da Revista Crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário