sábado, 11 de fevereiro de 2012

A princesa do Reino das Águas Claras

 A turma brinca no ribeirão. Dois súditos do Príncipe Escamado aparecem e dizem que desde que Narizinho passou a visitar o reino, o príncipe se encantou perdidamente por ela e a quer como sua princesa. Honrada, a menina aceita e parte de pirlimpimpim com Emília e Pedrinho para o Reino das Águas Claras. Lá, antes de ir mostrar um naufrágio para o menino aventureiro, o Príncipe avisa que Narizinho pode fazer o desejo que quiser, só não pode desfazê-los depois. O problema é que Emília não gosta dos desejos feitos por sua dona e comenta que os faria melhor. Narizinho se expressa mal em sua resposta e sem querer, pede para a boneca ficar em seu lugar. Emília faz mil e um desejos extravagantes e ao ser repreendida pela menina, se irrita e pede para que ela fique fechada em uma concha. Depois, quando tenta tirá-la de lá, Major Agarra a lembra que os pedidos não podem ser desfeitos. A boneca fica desesperada, ainda mais quando descobre que as ostras só voltam se abrir quando transformam o que está dentro dela em pérola. Pedrinho e Príncipe Escamado chegam e descobrem o que aconteceu. O príncipe diz que tem um jeito de tirar Narizinho da ostra, mas para isso, Emília terá que deixar de ser princesa. A boneca aceita, mesmo sabendo que perderá tudo que pediu. Tudo volta ao normal. Depois, a turma se despede do Príncipe Escamado e de seus súditos. Narizinho diz que ele ainda vai achar sua princesa e parte com os amigos de volta ao sítio, usando o pirlimpimpim. No sítio, Emília ainda lamenta por deixar de ser princesa, enquanto Narizinho comemora por poder pegar uma fruta direto do pé. Uma goiaba madura cai em cima da cabeça da boneca, deixando-a toda suja. Todos riem.

 fonte: Viagem de pirlimpimpim

Nenhum comentário:

Postar um comentário