quarta-feira, 30 de novembro de 2016

As eternas aventuras da boneca Emília contra o horror da guerra

Foto: Reprodução da internet
 Reeditando a obra de Monteiro Lobato, a Globinho (Globo Livros) acaba de lançar A chave do tamanho. Publicado originalmente em 1942, este livro é um clássico da literatura infantojuvenil brasileira, que exibe em sua melhor forma a narrativa de Monteiro Lobato, sua capacidade imaginativa, suas tiradas e sacadas com a língua, seus recursos literários e, igualmente, a proposta de introduzir os pequenos leitores no contexto político, no caso a Segunda Guerra Mundial em pleno curso.

 As aventuras de Emília, do Visconde e demais habitantes do Sítio, e especialmente os diálogos, saborosos, filosóficos, engraçados, são memoráveis. Este livro, a exemplo do conjunto da obra infantojuvenil de Lobato, permanece plenamente vivo nos dias atuais.

 Monteiro Lobato estava há tempo merecendo uma reedição caprichada e esta nova coleção tem ilustrações de Guazzelli. A importância de Lobato justificaria, aliás, edições para diferentes categorias de leitores, inclusive adultos que poderiam apreciar uma edição histórica, com fac-símiles de capas anteriores e de ilustradores e assim por diante. Quem sabe até uma edição crítica. Está mais do que na hora de Monteiro Lobato receber o tratamento de clássico da literatura brasileira no século 20.

 Leia a matéria completa: http://www.publishnews.com.br/materias/2016/11/30/as-eternas-aventuras-da-boneca-emilia-contra-o-horror-da-guerra

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Vídeo


Rede Globo - 2004
Direção de Luiz Antônio Pilar
 Narizinho e Emília ficam amigas de Eiji, o japonês que Tio Barnabé tirou do poço. A fada aconselha Pedrinho e não entregar o anzol dourado para Takeshi. Saci encontra Iara desmaiada no ribeirão. A Cuca tenta usar o leque mágico.

domingo, 27 de novembro de 2016

Bastidores

Foto: Jarbas Fontinelli

Veja como estão atualmente os atores do 'Sítio'

 O Sítio do Picapau Amarelo foi uma #série brasileira muito famosa que passava na televisão aberta. A história baseia-se nos livros de Monteiro Lobato que, ao total, possuem 23 edições. A série teve sete temporadas contando com mais de 1100 capítulos. Desde a estreia teve uma grande audiência, e era sempre aguardada no horário em que passava, nas manhãs de segunda a sexta-feira. Entre os personagens da história estão: Dona Benta, Tia Nastácia, Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde de Sabugosa, Tio Barnabé, Zé Carijó, Rabicó, Quindim, Iara, Saci, Cuca, entre outros. Depois que a série acabou, muitos atores que interpretavam os papéis ainda fizeram alguns trabalhos, e uns acabaram se destacando mais que outros. Atores que eram jovens na época da série acabaram se tornando grandes artistas conhecidos na atualide. A seguir, veja como estão alguns que trabalharam na série.

http://br.blastingnews.com/tv-famosos/2016/11/veja-como-estao-atualmente-os-atores-do-sitio-do-picapau-amarelo-001285941.html

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Nicolas Prattes revela que desistiu do ‘Sítio do Picapau amarelo’ para conhecer o Mickey

Foto: Reprodução do Instagram
Quem vê Nicolas Prattes comemorando a indicação ao Prêmio Extra de TV 2016 na categoria Ator Revelação não imagina quantas respostas negativas ele recebeu nem que ele chegou a desistir de um papel por causa de uma viagem. Nada que o faça lamentar, ainda mais após o sucesso que fez como o protagonista de “Malhação” e na boa repercussão de sua atuação em “Rock story”.

— Eu passei no teste para ser o Pedrinho, do “Sítio do Picapau amarelo” em 2007, mas dois dias depois eu viajei para conhecer a Disney. Seriam duas semanas de viagem, uma em Nova York, por causa da minha mãe, e a seguinte na Disney. Um dia antes de ir a produtora da Globo ligou para a minha mãe avisando que eu tinha passado e que teria que voltar porque em dois dias começaria a preparação para o papel. Minha mãe desligou o telefone, falou comigo e eu respondi que eu queria conhecer o Mickey. Eu tinha dez anos — lembra Nicolas, de 19 anos, que antes de viver Rodrigo e Zac não passou nos testes para “Duas caras”, “I love Paraisópolis” e uma temporada anterior de “Malhação”.

Leia matéria completa:
http://extra.globo.com/tv-e-lazer/premio-extra-tv/nicolas-prattes-revela-que-desistiu-do-sitio-do-picapau-amarelo-para-conhecer-mickey-20482238.html

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Vídeo


Rede Globo - 1977
Direção de Geraldo Casé
 Pedrinho vai até a madeira que fala e descobre que tudo não passou de um plano arquitetado por Emília e executado pelo Visconde. Enquanto isso o sábio descobre uma pista sobre o sumiço dos pintinhos.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Nicette Bruno relembra momentos marcantes da carreira no 'Meu vídeo é um show'

Foto: Rede Globo
O Vídeo Show desta sexta-feira, 18/11, prestou uma linda homenagem para uma das mais queridas atrizes da TV Globo: Nicette Bruno. A atriz participou do quadro 'Meu vídeo é um show' e logo de cara agradeceu o convite do programa, do qual é fã. "Meu Deus, espero este momento há muito tempo. Fico sempre aplaudindo vocês de casa".

Nicette relembrou momentos marcantes de sua carreira, reviu suas parcerias em cena e as vezes em que contracenou com sua família, como o marido Paulo Goulart e com os filhos e netos. Os apresentadores Otaviano Costa e Joaquim Lopes também relembraram grandes personagens da atriz, como Dona Benta, no Sítio do Picapau Amarelo. "Fiz este personagem por três anos e meio. Foi uma delícia fazer, pois é um clássico da literatura infantil", disse.
A atriz também agradeceu ao programa pela homenagem ao ator Paulo Goulart, no quadro 'Memória Nacional'. "Miguel (Falabella) foi maravilhoso. Foram momentos que tocaram meu coração", contou Nicette.

Assista a matéria completa:
http://gshow.globo.com/tv/noticia/2016/11/nicette-bruno-relembra-momentos-marcantes-da-carreira-no-meu-video-e-um-show.html

Bastidores

Imagem: Globo.com
  Emília (Reny de Oliveira) e Narizinho (Rosana Garcia) em 1980.

Plaza apresenta Natal do “Sítio do Picapau Amarelo”

O clássico da literatura brasileira, que virou programa de TV e conquistou gerações vai invadir o Plaza Shopping Itu. Neste fim de ano, o tema da cenografia principal de Natal será inspirado na obra de Monteiro Lobato: O Sítio do Picapau Amarelo. Além da decoração, a programação do mês de novembro e dezembro trará atividades que remetem a temática, como Contação de Histórias e Oficinas de Culinária.

“O tema traz toda a magia da inesquecível obra e continua fazendo parte do mundo encantado de crianças e adultos. Na decoração, teremos cenários e atrações que valorizam a vida no interior e ressaltam a importância de Monteiro Lobato, que criou personagens inesquecíveis, atravessando gerações”, explica o gerente de marketing do Plaza Shopping Itu, Edgar Silveira.

A atração será montada na Praça de Eventos e estará disponível ao público a partir do dia 12.

Inauguração da Árvore Gigante
Na próxima sexta (11), acontece a inauguração da Árvore de Natal Gigante. O evento será realizado às 20h30. Equivalente a um prédio de 28 andares e com exatos 84 metros de altura, a atração utiliza aproximadamente 7,5 mil lâmpadas, 12 quilômetros de cabos de aço e de energia elétrica, além de 800 metros de mangueira de LED. São estes elementos que, somados, dão forma a um dos principais cartões postais de Itu, além do mais fotografado da cidade no período natalino. Sua altura e localização permitem que a Árvore de Natal seja vista das principais rodovias que a cercam e de municípios vizinhos.

Chegada do Bom Velhinho
As crianças, que aguardam a vinda do Papai Noel, poderão fazer o pedido de presente a partir do dia seguinte: a chegada do Bom Velhinho está marcada para o dia 12 de novembro (sábado), às 15h, quando também será inaugurada a decoração de Natal do Plaza Shopping Itu, que neste ano traz como tema o Sítio do Pica Pau Amarelo.

A partir desta data, as crianças também poderão tirar foto com o Papai Noel todos os dias, até 24 de dezembro, das 14h às 20h.

Fonte: http://jornalperiscopio.com.br/site/index.php/plaza-apresenta-natal-do-sitio-do-picapau-amarelo/

Culturas indígenas e africanas são vivenciadas no Sítio

Foto: Divulgação
 O Museu Monteiro Lobato, no Sítio do Pica-pau Amarelo, recebeu neste sábado, dia 19, às 14h30, a “Contação de História”, com Mauro Moraes e Adalgisa Américo, que apresentaram “A Criação do Mundo Yorubá”, história que visa transmitir conhecimento sobre a cultura indígena para o público por meio de uma atuação repleta de signos, cores e danças. Logo depois Adalgisa apresentou a Oficina do Turbante, que tem como principal objetivo mostrar os diversos tipos de amarrações existentes para fazer um turbante e, deste modo, difundir a cultura africana, em comemoração ao mês da Consciência Negra.

Fonte: http://www.portalr3.com.br/2016/11/culturas-indigena-e-africana-sao-atracoes-no-sitio-do-pica-pau-amarelo/#.WDRGKU4YxoP

sábado, 29 de outubro de 2016

Gerações do "Sítio do Picapau Amarelo" se reencontram na TV

O "Vídeo Show" promoveu o reencontro de atores que interpretaram os papéis de Narizinho e Pedrinho em várias gerações do programa infantil "Sítio do Picapau Amarelo".

Rosana Garcia, que fez a primeira Narizinhho, entre os anos de 1977 e 1980, participou da matéria que foi ao ar nesta quinta-feira (12), dia em que se comemora o dia das crianças.

Ainda participaram atores como Daniele Rodrigues, Lara Rodrigues e Amanda Diniz, que fizeram o programa inspirado na obra de Monteiro Lobato. João Vitor, que fez o "Sítio" entre 2004 e 2007, também marcou presença na matéria.

O apresentador Joaquim Lopes levou os atores para o cenário da caverna da Cuca e perguntou a eles se a vilã eram também assustadora para eles. "A Cuca era realmente apavorante", concordaram eles.

João Vitor, que voltará ao ar na novela "Rock Story", da Globo, lembrou o susto que levou durante a gravação do "Sítio". "Era intervalo e estava rolando 'BBB'. A gente subia na árvore e conseguia ver a casa. A gente caiu da árvore dentro da casa do 'Big Brother'", contou.

Fonte: http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2016/10/12/geracoes-de-atores-do-sitio-do-picapau-amarelo-se-reencontram-na-tv.htm

Colecionadora reúne 60 bonecas 'Emília' no Sítio do Picapau Amarelo

Foto: Arquivo Pessoal/Lidiane Squarcini
A boneca Emília, personagem infantil criada pelo escritor Monteiro Lobato, virou tema de exposição no Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté (SP). Os visitantes vão ver 60 bonecas fabricadas a partir dos anos 50 na exposição que é gratuita e pode ser conferida até o dia 27 de novembro.
Se na história original a boneca falante foi feita de pano pela Tia Nastácia, na coleção da dentista Lidiane Squarcini, de 40 anos, elas ganharam novas formas e foram produzidas a partir de diversos materiais, como plástico, borracha e EVA.

A dentista conta que começou a colecionar a boneca há 15 anos quando conseguiu encontrar uma igual à que tinha quando criança.
“Eu gosto de restaurar brinquedos antigos e quando achei a boneca de 1979, a mesma que eu tive aos três anos de idade, comecei a colecionar. A Emília é uma referência para mim, minha avó materna se chama Emília. Ela sempre levava meus irmãos, meus primos e eu ao sítio quando éramos crianças”, relembrou.
De acordo com a colecionadora, a boneca mais antiga da exposição é de borracha e foi fabricada em 1953.  Ela era um brinde entregue junto com as cestas básicas distribuídas em fábricas e indústrias da época. A boneca mais cara é uma customizada avaliada em cerca de R$ 1,5 mil. As bonecas variam de 8 a 90 centímetros.

“Elas são o meu xodó. A minha filha de sete anos  já sabe que não pode mexer. Quando chega uma boneca nova eu deixo ela ver e brincar um pouquinho, depois ela é guardada junto com as outras", afirmou Lidiane.

"Assim como eu tento resgatar as brincadeiras antigas com ela, sem tablet nem celular, a exposição pode influenciar outras crianças sobre a importância de brincar, sem o uso de eletrônicos”, concluiu.

Exposição
A ideia de fazer a exposição 'Emília através dos tempos' surgiu há mais de um ano quando ela levou algumas bonecas para tirar fotos no Sítio, com o objetivo de participar de um concurso de fotografia.
A dentista conta que, quando chegou com as bonecas, atiçou a curiosidade dos visitantes,sendo que alguns deles relembraram que tiveram uma. Após a visita, ela foi convidada pela administração do local para expor.

“Fiquei um ano me preparando e juntando novas bonecas. Algumas que eram sucata ganharam muito valor. Quando amigos, parentes e pessoas que me acompanhavam pela internet souberam, ganhei mais algumas. Eu tinha 25 e neste ano de preparação esse número saltou para 60”, completou.

Na exposição, as bonecas ficam expostas em vitrines. A maior delas fica disponível para as crianças tocarem - é uma que ‘gruda’ nos pés e nas mãos das crianças, para que elas possam andar juntas. A exposição é gratuita e pode ser conferida até o dia 27 de novembro. O sítio está localizado na avenida Monteiro Lobato, s/nº, na Chácara do Visconde em Taubaté.


Fonte: http://g1.globo.com/

Atrizes revivem suas personagens do Sítio do Picapau Amarelo

Foto: Divulgação
Dhu Morais, que atuou no papel de Tia Nastácia, e Suely Franco, que interpretou a vovó Dona Benta, puderam reviver momentos deliciosos das gravações do Sítio do Picapau Amarelo.
https://t.dynad.net/pc/?dc=5550001580;ord=1477765685641
As atrizes participaram das gravações de ação realizada por uma famosa marca de carnes em homenagem ao Dia das Crianças, ajudando o chef de cozinha Guga Rocha a preparar as saborosas e saudosas receitas do seriado, como o bolinho da Tia Nastácia e a Panelada do Saci.

Fonte: https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/